14
09/14
14
visualizações

Neurociência: Estudo mostra que cérebro processa informações enquanto dormimos.

A pesquisa mostrou que quando uma pessoa começa a realizar uma atividade simples antes de adormecer, o cérebro continua a fazer essa classificação mesmo durante o sono

Nosso cérebro é capaz de identificar palavras mesmo enquanto dormimos. Essa foi a conclusão de um novo estudo, publicado nesta quinta-feira no periódico Current Biology, que mostrou que, quando uma pessoa começa a realizar uma atividade simples antes de adormecer, o cérebro continua a fazer essa classificação mesmo durante o sono. A descoberta indica que algumas partes do órgão se comportam de forma parecida quando estamos dormindo ou acordados.

“Nós mostramos que o cérebro adormecido pode ser bem mais ‘ativo’ durante o sono do que se acredita”, afirma Sid Kouider, da École Normale Supérieure de Paris, e um dos autores do estudo. “Em vez de entrar em um limbo quando dormimos, partes do nosso cérebro podem processar o que está acontecendo ao seu redor. Isso explica algumas situações cotidianas, como quando despertamos ao ouvir o nosso nome, mas não ao escutar outros ruídos mais altos, mas menos relevantes para nós”, explica.

Os pesquisadores gravaram o eletroencefalograma dos participantes enquanto eles classificavam uma lista de palavras entre animais e objetos, apertando um botão à esquerda para uma categoria e à direita para outra. Quando as respostas estavam automáticas, os pesquisadores colocaram os participantes em uma sala mais escura, onde ficaram reclinados e com os olhos fechados, continuando a classificação de palavras, até adormecerem

Uma vez que os participantes estavam dormindo, a tarefa continuou, mas com uma nova lista de palavras. Analisando a atividade cerebral dos voluntários, os pesquisadores perceberam que eles continuavam respondendo de forma correta ao estímulo, ainda que sem se mover. Kouider acredita que qualquer tarefa feita “em modo automático” pode ser mantida durante o sono, mas faz um alerta: pesquisas que procuram formas de aproveitar o nosso tempo de sono devem considerar os efeitos negativos associados a essa prática, como o prejuízo à qualidade do sono.

Fonte: Veja

 

28
08/12
95
visualizações

Nosso cérebro.

O cérebro humano é um sistema complexo

que não pode ser programado como um computador.

Seu grau de complexidade só é comparado ao

universo acima de nossas cabeças.

O cérebro não pode ser reduzido a um algoritmo”.

.

Michel Nicolelis

Neurocientista

.

(-)